E assim foi.

Publicado: 06/01/2015 em Uncategorized

Eu estava sentindo aquilo de novo.

De querer chorar com palavras, de ouvir batidas no violão e lembrar de um nós que ainda sequer existe, como se eu tivesse o tempo todo olhando o pôr-do-sol, esperando você chegar. Esperando isso acontecer, e Deus… Eu estou.

Eu continuo rezando aqui, por olhos castanhos, por uma pele bronzeada, por uma pessoa que eu só quero aqui.

Eu. Estou. Sentindo essa coisa dentro de mim, e me apaixonando, lenta e gradativamente, inevitavelmente e indubitavelmente, por olhos que eu nem conheço, por lábios que nem vi, por um todo que eu só imagino.

Por alguém muito maior que eu, muito longe de onde estou.

Conto as horas, conto os minutos, e sinto que poderia abandonar uma parte de tudo que eu tenho hoje para ter você aqui. É estranho mas é inevitável. É assim que foi. É assim que é.

Conto de fada.

Publicado: 02/20/2012 em Uncategorized
Tags:, ,

É como se nada de ruim mais pudesse fazer sentido, você me faz sentir tão bem quanto o primeiro dia. Ao seu lado tudo parece tão mais certo, tão mais cheio de razão do que da emoção,propriamente dita.
Você me faz acreditar nessas coisas, aqui,junto de ti. Como se eu pudesse voltar á minha antiga fé,sob o cuidado das suas mãos. Toma meu coração, me faz sentir tudo nas veias, em plenos pulmões.
Eu não preciso que ninguém acredite nas minhas verdadeiras emoçõs, eu não preciso demonstrar aos outros, você é o suficiente – e totalmente completo. Me faz querer pegar meu melhor vestido e sair pra dançar, sem hora pra voltar, sem ninguém pra atrapalhar, afinal a nossa noite é muito mais que uma criança,se transforma em pontos iluminados que não terminam com um pote de ouro ou com as badaladas da meia noite.
Vamos fugir pra bem longe, pra que eles – aqueles que tentam nos condenar, nos jogar pedras,nos separar – não possam nos alcançar, e você passará a ser mais que um borrão diante dos meus olhos cansados,que sempre sonham com você. Com seus olhos sorridentes. Seus lábios sérios. Seu sentido interessante.
E a noite vai terminar não como todas as outras, mas com uma sensação de deja vu,de que aquilo aconteceu. Entre você e eu. E agora, nós.

É bom você viver toda a vida agitada e comprimida e ter um refúgio particular. Ter alguém com quem você possa conversar e esquecer dos seus primeiros problemas na sua lista mental de preocupações.
Uma mensagem pode te fazer sorrir, meras palavras que tendem a se perder no espaço por alguém que nem se importa mas que para a pessoa certa pode fazer toda e qualquer diferença. As mesmas palavras que ferem podem te fazer feliz, te fazer sorrir, te fazer esquecer. A mesma presença que te fez chorar,perder noites de sono,de memórias,esconder-se do mundo, está aí. Te fazendo sorrir pelo menos uma vez.
E agora vem a pergunta: Você se importa com os outros idiotas nesse momento? Aqueles problemas,que agora parecem tão infantis, te parecem tão importantes?
Creio que a resposta vai ser não. Assim como mais tarde,quando você se afastar,vai dizer veemente que pode não ter sido coisa real, apenas coisas que sua mente rascunhou e projetou para que te fizesse pensar longe. Pobre alma desesperada que clama por piedade! Pobre pessoa que se perde em devaneios e se derrama em meio ás lágrimas,que mais cedo pareciam tão surreais – como os finais felizes dos contos de fadas.
Você precisa dela para rabiscar algumas linhas no seu livro de histórias favorito? Você quer que ele te abrace e diga que vai ficar tudo bem mais uma vez – mesmo que a última ? Você liberta seu corpo da razão, como se libertasse o espírito selvagem e dependente de outros,como se libertasse a emoção da sua carne. Tudo que importa é o seu refúgio. Seja ele quem for, o que for, qual for. Um livro,um filme,uma música ou alguém. Você simplesmente precisa fugir. Se refugiar.

Vou te contar um segredo,venha cá.Se aproxime,chegue mais perto,vou sussurrar no seu ouvido meu segredo para ficar apenas entre nós.Isso,agora podemos conversar.
Já ouviu pessoas dizerem quem agradecem todos os dias pela vida de outras? Pois é.Eu faço isso todos os dias.E o mais bonito disso tudo,é sentir as lágrimas delinearem minhas bochechas enquanto eu agradeço por sua vida,por você existir,pela sua mãe ter te gerado;enquanto eu me lembro que você existe,que faz total sentido para mim ; enquanto eu me lembro da luz que exala de você para mim.
No momento em que eu converso com Ele eu falo muito de você,falo tanto que acho que Ele já te vê do exato jeito que eu vejo,eu acredito que ele vê a mesma luz que eu vejo brilhar de você.Ele sabe o que eu sinto,mesmo sem eu nem mesmo saber dar um nome á isso que acontece comigo,Ele sabe.
O que mais me enlouquece nesses momentos, é a ansiedade.Depois de rezar e dizer seu nome mentalmente pelo menos duas ou três vezes,a ansiedade toma conta do meu peito de tal modo que aperta,o estômago embrulha,e eu perco o sono – em busca de contar as horas e os minutos para te ver novamente.
Pela manhã,eu converso com Ele novamente,sabe? Me faz um bem danado,parece que acalma meu coração acelerado dizendo docemente : “Querida,você vai vê-lo em menos de trinta minutos.” E só de pensar,meu coração já fica apertado.
É por você que eu rezo todos os dias;eu peço que o dia seja iluminado para você,que eu possa ver um sorriso teu,que eu possa ver teus olhos,e é por você que eu estou escrevendo agora.

Mais que você.

Publicado: 12/06/2010 em Uncategorized
Tags:,

É assim que você me vê (8)

A primeira vez que eu senti isso que estou sentindo agora, eu te juro que eu tentei evitar,todas as vezes que eu te via,eu juro que tentei ignorar,e todas as vezes que você me respondia mal,eu juro que eu tentava fazer com que fosse um motivo á mais pra não gostar de você…Mas foi inevitável.Esses seus olhos com jeito de quem despreza mas que quase suplica cheio de querer,seus lábios com sabor de poder e vontade,as suas mãos tão suaves mas tão fortes,e o seu conjunto como que esculpido por um anjo dos céus.
Mas você parece não entender ou ignorar,parece que você se sente diferente em relação á mim,tanto quanto eu me sinto em relação para você.Cinco meses é muito pouco para dizer,mas já posso o fazer : você me deixa estranha,eu sonho com você,eu rezo por você todas as noites e todos os dias,me diz, eu não fazia isso,e agora…É frequente.

BEEM, olá pessoas lindas *-*’
Hoje é domingo – pensei que fosse sábado ¬¬ – e estou fazendo uma receitinha deliciosa,e vou postar aqui pra vocês fazerem aí na casa de vocês também ook ?

Ingredientes

♣ Cerca de 300g de frango temperado (em casa mesmo,sal,cheiro verde…);
♣ Extrato de tomate – de preferência os concentrados que dão mais sabor ;
♣ Creme de leite de caixinha ;
♣ 3 colhere (sopa) de ketchup ;
♣ Cebola,alho & tomate á gosto
♣ 1 colher (sopa) de óleo
♣ 2 copos de leite ( 1 copo de leite e mais meio copo – complete com água filtrada)

Modo de Fazer

– Coloque o óleo na panela
– Refogue a cebola,o alho e o tomate;
– Acrescente o frango,deixe-o refogar e tampe a panela;
– Depois que o frango já estiver cozido,acrescente o extrato de tomate e tampe a panela por cerca de vinte minutos ;
– Acrescente o leite e deixe por mais vinte minutos;
– Acrescente o creme de leite e PRONTINHO *-*’

espero que dê certo aí com vocês,porque deu muito certo aqui *–*’

Pela primeira vez com um vídeo postado na internet,haviam me falado para postar – que vergonha,deixo de nota -e,ontem estava com vontade de tocar violão e acabei gravando,espero que vocês gostem.Essa música é um tipo de fuga particular,parece que a própria Manu escreveu pra mim, sabe? Me identifico,demais!

*escrevi uma música ontem,quem sabe não toque ela no youtube um dia desses? *-*’

mine ◄

eu poderia fazer de você uma estória,o problema é que você é toda minha verdade.

Quando olho em seus olhos,vejo mais que todos podem ver,seus olhos me mostram a beleza e a profundidade do simples ato ser quem você deseja ser ; seu perfume pode ser mais amplo que os jardins do Éden, quando seu peito se infla de orgulho e como arfa quando é a verdade que sua boca balbucia; poderia dizer que o seu gosto seria como um batom – em vezes pode ser seco,mas você sente aquele sabor original,o cheiro das frutas frescas com toda sua essência do pecado.A textura é suave como um algodão,mas você tem um bloqueio que faz por muitas vezes ser tão áspero quanto cascalhos da estrada em tempos difíceis; a sua voz é implacável – suave quando se pede,grave quando se ataca.Isto é mais que uma parte de você, é seu natural que me faz ser teu bem querer com gostinho de mal querer,sua verdade com sabor de sorvete de pistache,a realidade nos teus olhos que te balança e te confunde.Te ilumina e te fascina como as estrelas que exalam o brilho direto do céu.

• se a sua vida

Publicado: 10/15/2010 em Uncategorized

parece não ser do jeito que você quer,é porque ainda não chegou o fim.Todos os corações bons terão seus finais felizes, ou estáveis ou completos ou satisfeitos.Eu acredito nisso.Acredito que você possa acordar bem humorado em plena segunda-feira sem necessariamente estar apaixonado (mas convenhamos que estando,é muito melhor),acredito que você pode se sentir bem não necessariamente estando no seu peso ideal,acredito também que você pode fazer careta numa foto e colocá-la no twitpic sem ter algum problema,ela estando feia ou não.Você pode ser feliz.Você tem total direito de ser feliz,de sorrir por qualquer coisa,tem ABSOLUTO direito de dormir ás duas da tarde,tem direito de brincar de roller aos trinta anos de idade,esquecer dos problemas no último dia do ano,mergulhar no mar,passar um trote pelo menos uma vez na vida,rir de uma piada sem nexo…Se a sua vida não é “feliz”,é bom pelo menos tentar ser 😉

all the time ◄

• os opostos

Publicado: 10/05/2010 em Uncategorized

geralmente se atraem,é interessante conhecer o novo o diferente.Tal curiosidade surge por qualquer ato diferente,posso chamar assim? É estranho,é inexplicavél e sem razão,sem um fundo,eu posso fazer o quê? Eu não mando naquilo que eu chamo de coração,não mando em meus pensamentos,em minha imaginação,não mando no sentimento,não mando em absolutamente nada,apenas em meus cadernos,nas palavras que eu escrevo e naqueles arquivos esquecidos do HD.Talvez chegue a ordenar escolhas mas acredito que não, porque eu nem sei direito explicar porquê sim e porquê não,uma resenha deixaria mais claro.
Não me pergunte por quê eu tenho tal atitude, porque sou mais doce ou mais rude,minha opinião é formada pelo meu cérebro á partir de coisas que me agradam,que me satisfazem e me completam.Por quê? Questão de opinião.Pode ser genético ou não.
Mas eu sei que não é isso,suas proibições são minhas liberdades,suas liberdades minhas proibições; seus “sim’s” costumam ser meus “não’s” ; como se fôssemos desenhado milimetricamente,geneticamente,fisicamente,e cerebralmente diferentes de propósito.Mas nos entendemos mesmo assim.Apesar de todas as barreiras que tentam nos impedir um contato.
Duas histórias que foram esboçadas para não se encontrarem mas se uniram e agora? Nós a construímos em segredo,longe de todos e de tudo para não haver críticas,impedimentos e