• o abismo

eu quero ser o seu amor ♫

Nunca são jogados fora,as músicas que eu escrevi estão guardadas naquele papel pardo há exatamente cinco anos e eu continuo aqui.Continuo sentindo a mesma coisa que eu sentia por você há tempos passados,meu coração dispara ao sentir um perfume parecido com seu,meus lábios se abrem e logo meus olhos estão brilhando.Seu toque macio eu consigo me lembrar,da sua força…Dos seus braços.
Eu me lembro dos seus cabelos,exatamente da cor dos seus olhos…Cor de abismo – o abismo dos meus sentimentos,sem fundo sem destino sem razão.
O seu jeito também não me engana mais, eu reconheço cada sarda delicada das duas bochechas,cada pontinho do seu rosto.
Agora eu sei quem é você mas você continua sem saber nada sobre mim. Nada.

• wanted to be

what you want ~

queria eu ser fria,coração de pedra e gelada como uma montanha de neve,sabe com quem eu iria parecer? Com você,claro. Queria eu ser assim,tão cheia de não se importar,não ligar.Eu sei que ás vezes escaparia coisas que eu não queria dizer,mas quem liga não é mesmo ? Vou ficar sozinha,apenas com um ou dois amigos e longe do que eu costumo chamar de “plebe”.
Tá,eu não queria ser você mesmo.Você é vazio,oco,sem conteúdo,sem amigos verdadeiros,tem alguém que gosta de você mas quem diz que você se importa? Seu orgulho fala mais alto não é? A história de que um dia você pode ser feliz com uma pessoa apenas te horripilam,te arrepiam,você teme que isso seja real,então você busca.Mas será que você acha?

• estranhos

stranger ~

são os outros,as pessoas que esbarram com você na rua e continuam em frente como se nunca tivessem te visto.Estranhos são as faces que aparecem na tevê,estranhas vozes sussurram notícias no rádio pela manhã,estranhas as ervas que nascem no jardim,estranha aquela que sai com meu vizinho,estranho aquele cachorro e seu olhar triste,estranha a senhora que atravessa a rua com um mocinho mais jovem que está a ajudando,estranho o jeito como a mocinha que sai do curso de inglês olha pra ele…Estranhos….Estranha aquela garota sofrida que vende balas nos sinais de trânsito,estranho aquele rapaz maltrapilho que faz malabarismos para alimentar seu irmão mais novo,estranha aquela senhora que sofre de Parkinson e está esquecida numa casa de repouso do interior da cidade…Pra você eles são estranhos? Pra você eles não fazem sentido ? A sua vida.Ela faz sentido pra você, não faz? Então tome cuidado com quem também faz parte dela.

• american boy living in your real world

last minute ~

No fundo,depois de todo seu teatro,você volta a ser aquele garotinho mimado,que sim,precisa de alguém,precisa de um abraço,de um beijo,de um sonho,de uma vida,de uma cor revigorante,um balde de água.Você é aquele tipo que finge que não se importa,que não liga mas precisa.Do tipo que finge que não sabe de nada, ah,mas como você sabe.No fundo, você precisa de uma folha em branco de papel,de um lápis e uma borracha limpa para apagar os erros do passado e escrever uma nova história,esclarecer dúvidas e expor suas atitudes.Você precisa de um tempo ao lado da lareira pra pensar em tudo que anda acontecendo,e solucionar todos seus problemas,seus erros.Não espero nada de você,em compensação,você pode esperar de mim,mas me surpreenda com suas atitudes,que eu te surpreendo com o que eu posso fazer com as batidas descompassadas do meu peito.

Baby Don’t You Break My Heart Slow, .

amour,amor,love,...

O que se passa? Em vezes me prego na parede com essa pergunta,parece que martela inúmeras vezes e ela enfim fica visivelmente grudada no meu cérebro,e junto vai minha caixa craniana.Tá, por quê? Há dois meses atrás eu não me importava se você ía á algum passeio,se ía na escola ou não,se comparecia aos eventos,se estava ali ou lá,sinceramente, pra mim tanto fazia se você estava vivo ou não.Mas as coisas mudam, e o pior ás vezes pode acontecer.Onde estou agora? Aqui,claro,esperando sua janelinha subir.Nos seres humanos online aguardo sua fotografia asustada e sem reação aparecer,me fazendo enfim sorrir e rir ao me lembrar de suas bagunças.
Há dois meses atrás,se me dissessem que hoje eu estaria aqui esperando por você e não por aquele,eu riria e diria que era bobagem.Pois não era – não desta vez.
O pior de tudo não é pensar em você o dia inteiro,sonhar com véu e grinalda e seu terno preto e puramente lindo,nem em como seria te beijar,mas que você não é meu e dificilmente vai ser.Isso me dói,e quando te vejo quero chorar.M
Meu humor muda bruscamente,e eu me lembro de quando você ficou mal,o que te fez sofrer,o que apertou seu coração e acredite, o meu fica machucado também e eu começo a te entender.
Seu jeito rude,grosso,estúpido começa a se suavizar e eu marco bem o seu jeito de falar,quando você fala mais baixo como você puxa o “d” e o “t” e sorri,e se finge de bobo, claro.
Deixa eu te amar,te fazer feliz,se ainda me quer saiba que eu sempre te quis,vem dizer pra essa paixão,falando sério agora está meu coração.